sexta-feira, outubro 11, 2013

interesse

pródigo safo pescador de amores
alinhavo minha rede de poesia
iço velas à força de uns grogues
corsário arisco reacendo a melodia

com meus olhos de fósforos riscados
incendeio o cais e a monotonia
versejo num navio assaz veloz
vastos ventres vagas ventanias

quilha às virgens ilhas de vindima
cítrica acicata a minha retina
pouco importa naufragar no fim do mundo

abalroar o destino é a minha sina

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home