sexta-feira, agosto 21, 2015


como bom covarde que me sei

prefiro um suicídio lento

porque porcos poetas se fazem

cozinhando o galo em banho maria

 

desisti da alegria meu bem

e nada como o outro dia depois

de um outro dia depois de um

leão por dia todo santo dia

 

quem dera esse céu de bíblia mórmon

iluminasse estes verbetes de dicionário

que são a minha vida sentida e íntima

 

e que você visse que a tristeza não é

uma iguaria fina mas sim a condição sine

qua nom pra me fazer companhia

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home